Curso Objetivo

Login ou senha incorretos
0800 77 00 189                  

Vestibular Fuvest 2023 terá comissão de heteroidentificação como principal novidade


22/08/2022
Fundação Universitária para o Vestibular

O professor Gustavo Mônaco, diretor executivo da Fuvest, apresenta as principais mudanças e divulga informações relativas ao próximo vestibular

A Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) está com as inscrições para o Concurso Vestibular 2023 abertas até as 12h do próximo dia 23 de setembro. São oferecidas 11.147 vagas e 184 cursos em 43 unidades de ensino da USP. Neste ano, serão implementadas algumas mudanças no sistema de ingresso à Universidade de São Paulo. Gustavo Mônaco, professor da Faculdade de Direito da USP e diretor executivo da Fuvest, discorre acerca das alterações e concede informações importantes sobre o vestibular de 2023.

De acordo com o professor, uma das principais novidades é a implementação da comissão de heteroidentificação. A iniciativa partiu da Pró-Reitoria de Graduação e da Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento e surgiu com o intuito de assegurar as vagas dos autodeclarados pretos e pardos. “Antigamente, o que nós tínhamos era uma série de circunstâncias em que alguém fazia uma denúncia de que o candidato A ou a candidata B tinha feito a sua autodeclaração, mas que a pessoa não pertenceria a esses grupos. Isso levava à instauração de um processo e, às vezes, mais de um semestre. Agora tudo isso vai ser feito previamente durante o período da matrícula na Universidade”, expõe Mônaco.

Outra mudança significativa foi o preenchimento das vagas. Nos anos anteriores, havia uma separação entre as destinadas à ampla concorrência, aos alunos de escola pública e aos autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI). Na Fuvest 2023, a dinâmica será diferente, haverá uma única fila até o preenchimento de todas as vagas de ampla concorrência. Isso significa que se uma pessoa egressa de escola pública ou pertencente à categoria PPI tiver uma nota que a classifique nas vagas de ampla concorrência, ela irá ocupar essa vaga.

O professor comenta: “Aquilo que era o mínimo de presença de alunos egressos da escola pública e PPI passa a ser algo mais numeroso, porque, se houver pelo desempenho pessoas dessas categorias que completem a possibilidade de ocupar as vagas de ampla concorrência, elas serão chamadas. Só quando as vagas acabarem é que nós vamos fazer uma fila separada e preencher as vagas exclusivas de pessoas de escola pública e pertencentes ao grupo PPI. Aquilo que era o teto agora passa a ser o piso.”

Informações do vestibular 2023

O diretor executivo mencionou as principais datas e informou alguns números da Fuvest 2023.

As inscrições começaram no dia 15 de agosto e já contam com aproximadamente 40 mil inscritos. Elas seguem até as 12h do dia 23 de setembro de 2022.O vestibular irá divulgar os locais de prova da primeira fase no dia 18 de novembro, etapa que acontecerá no dia 4 de dezembro. Já no dia 16 de dezembro será divulgada a lista dos convocados para a segunda fase, em conjunto com os locais para a realização da segunda etapa.

A segunda fase acontecerá nos dias 8 e 9 de janeiro de 2023. Após isso, as provas são corrigidas e os resultados da primeira chamada serão informados no dia 30 de janeiro. No dia seguinte, 31 de janeiro, as matrículas estarão abertas e seguirão até o dia 6 de fevereiro. No dia 10 de fevereiro, a Fuvest divulgará a segunda chamada e o período de matrículas será nos dias 13 e 14 de fevereiro. Já a terceira chamada sairá no dia 17 de fevereiro e as matrículas acontecerão nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Habilidades específicas

Alguns cursos exigem provas de habilidades específicas. Os locais dessas provas serão divulgados no dia 16 de dezembro de 2022. As provas do curso de Artes Cênicas acontecerão nos dias 11 e 14 de janeiro, sendo respectivamente uma etapa teórica e outra prática. O curso de Artes Visuais também possui essas duas etapas, mas que serão realizadas em um único dia, 12 de janeiro. Já os cursos de Música oferecidos pela ECA (Escola de Comunicações e Artes) em São Paulo e pela FFCLRP (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras) em Ribeirão Preto contarão com uma prova realizada por meio de vídeos que deverão ser postados, de forma on-line, entre os dias 11 e 14 de janeiro.

Neste ano, não serão oferecidos novos cursos nem novas vagas. No entanto, haverá o aumento de 19 vagas no vestibular da Fuvest porque algumas unidades diminuíram algumas vagas que eram do Sisu e passaram de volta para a Fuvest. Desse modo, 8.230 vagas de ingresso serão preenchidas pela Fuvest e 2.917 preenchidas pelo Sisu.

As provas da primeira fase serão realizadas nos seguintes municípios da Região Metropolitana de São Paulo: São Paulo, Barueri, Carapicuíba, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Taboão da Serra. Também no litoral e interior de São Paulo: Araçatuba, Barretos, Bauru, Botucatu, Campinas, Fernandópolis, Franca, Jaú, Jundiaí, Limeira, Lorena, Marília, Piracicaba, Pirassununga, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Taubaté.

Todas essas informações podem ser conferidas no Manual do Candidato Fuvest 2023.

Conselhos do diretor

Gustavo Mônaco destaca que o candidato deve estar muito atento ao manual de biossegurança: “Um pouco antes da primeira fase e um pouco antes da segunda fase, dependendo da situação epidemiológica do momento, nós vamos adotar as regras de biossegurança. Então fiquem atentos a esse aspecto para saber a questão das máscaras, a questão do álcool gel, etc.”.

Os horários e o trajeto também demandam atenção. “O portão fecha sempre às 13 horas, não é permitido a entrada depois que os portões se fecham para garantir a igualdade de todos os candidatos. Nós sempre aconselhamos: vá ao local de prova da primeira fase e da segunda fase com pelo menos um dia de antecedência para conhecer o trajeto. Se você estiver fazendo as provas em uma cidade diferente daquela que você vive, faça o seu trajeto com a antecedência necessária para que não aconteça qualquer imprevisto, como uma quebra do veículo, um trânsito, um acidente”, aconselha o professor.

Mônaco aponta que a acessibilidade é fundamental e muito pensada pela organização do vestibular. Os candidatos têm um prazo para indicarem suas necessidades e, a partir dessas informações, são pensadas medidas para que a prova seja feita na melhor condição possível. Algumas provas são impressas em braile e outras com letras maiores para candidatos com algumas dificuldades na leitura. Há também salas próprias para cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção, além do monitoramento de uma equipe médica para vestibulandas gestantes.

Outro tópico que merece a atenção dos candidatos é que a Universidade de São Paulo exige o esquema vacinal completo para as matrículas. Sem isso, o aluno não pode acompanhar as aulas. “Portanto, se, por alguma razão, você não tomou a sua vacina ainda, comece a se preparar. Isso não será exigido para a realização da prova, mas, se você for aprovado, você precisa ter a sua carteira de vacinação preenchida. Ainda dá tempo de você se organizar para que isso possa ser atendido e você ter a sua matrícula garantida da Universidade”, indica o professor.

FONTE: Jornal USP